Aperfeiçoamento Profissional em CCNA v.7 - Introdução às Redes


Neste currículo, os participantes da Cisco Networking Academy desenvolvem habilidades de preparação para a força de trabalho e criam uma base para o sucesso em carreiras relacionadas a redes e programas de graduação. Os alunos aprendem, aplicam e praticam conhecimentos e habilidades do CCNA por meio

A PROFISSÃO

O currículo do Curso Cisco Networking Academy CCNAv7 foi desenvolvido para alunos que buscam empregos de nível básico no setor de TIC ou esperam cumprir os pré-requisitos para buscar habilidades mais especializadas em TIC. Os alunos deste curso estão expostos a todo o conhecimento fundamental necessário para detectar, analisar e escalonar ameaças básicas à segurança cibernética usando ferramentas comuns de código aberto.


O CURSO

O CCNAv7 ensina conceitos e habilidades abrangentes de rede, de aplicativos de rede a protocolos e serviços fornecidos a esses aplicativos. Os alunos progredirão de uma rede básica a empresas mais complexas e modelos de rede teóricos mais adiante no currículo. O currículo do CCNAv7 é dividido em três módulos: CCNA 01 - Introdução às Redes (ITN); CCNA 02 - Switching, Routing and Wireless Essentials (SRWE); e CCNA 03 - Enterprise Networking, Security and Automation (ENSA). Esses três módulos oferecem uma cobertura integrada e abrangente dos tópicos de rede, incluindo: fundamentos de roteamento e comutação de IP, segurança e serviços de rede e programação e automação de rede, além de oferecer aos alunos amplas oportunidades de experiência prática e desenvolvimento de habilidades de carreira.


OPORTUNIDADES DE TRABALHO

O currículo do Curso Cisco Networking Academy CCNAv7 foi desenvolvido para alunos que buscam empregos de nível básico no setor de TIC ou esperam cumprir os pré-requisitos para buscar habilidades mais especializadas em TIC. Os alunos deste curso estão expostos a todo o conhecimento fundamental necessário para detectar, analisar e escalonar ameaças básicas à segurança cibernética usando ferramentas comuns de código aberto.


O QUE VOCÊ IRÁ APRENDER

- 1 - AS REDES DE HOJE
- 1.1 - Redes afetam nossas vidas
- 1.1.1 - Redes Conecte-nos
- 1.1.2 - Vídeo - A experiencia de aprendizado da Cisco Networking Academy
- 1.1.3 - Não há limites
- 1.2 - Componentes de Rede
- 1.2.1 - Funções do Host
- 1.2.2 - Ponto a ponto
- 1.2.3 - Dispositivos Finais
- 1.2.4 - Dispositivos Intermediários
- 1.2.5 - Meios de rede
- 1.2.6 - Verifique sua compreensão - Componentes de rede
- 1.3 - Representações e Topologias de Rede
- 1.3.1 - Representações de Rede
- 1.3.2 - Diagramas de Topologia
- 1.3.3 - Verifique sua compreensão - Representações e topologias de rede
- 1.4 - Tipos Comuns de Redes
- 1.4.1 - Redes de Vários Tamanhos
- 1.4.2 - LANs e WANs
- 1.4.3 - A Internet
- 1.4.4 - Intranets e Extranets
- 1.4.5 - Verifique sua compreensão - Tipos comuns de redes
- 1.5 - Conexões com a Internet
- 1.5.1 - Tecnologias de Acesso à Internet
- 1.5.2 - Conexões com a Internet para Residências e Pequenos Escritórios
- 1.5.3 - Conexões Corporativas com a Internet
- 1.5.4 - A Rede Convergente
- 1.5.5 - Vídeo - Baixe e instale o Packet Tracer
- 1.5.6 - Vídeo - Introdução ao Cisco Packet Tracer
- 1.5.7 - Packet Tracer: representação da Rede
- 1.6 - Redes Confiáveis
- 1.6.1 - Arquitetura de Redes
- 1.6.2 - Tolerância a Falhas
- 1.6.3 - Escalabilidade
- 1.6.4 - Qualidade do Serviço
- 1.6.5 - Segurança da rede
- 1.6.6 - Verifique sua compreensão - Redes confiáveis
- 1.7 - Tendências das Redes
- 1.7.1 - Tendências recentes
- 1.7.2 - Traga seu próprio dispositivo (BYOD)
- 1.7.3 - Colaboração On-line
- 1.7.4 - Comunicações em vídeo
- 1.7.5 - Vídeo - Cisco Webex para Huddles
- 1.7.6 - Computação em nuvem
- 1.7.7 - Tendências Tecnológicas em Casa
- 1.7.8 - Rede Powerline
- 1.7.9 - Banda Larga Sem Fio
- 1.7.10 - Verifique sua compreensão - Tendências de rede
- 1.8 - Segurança de Redes
- 1.8.1 - Ameaças à Segurança
- 1.8.2 - Soluções de Segurança
- 1.8.3 - Verifique sua compreensão - Segurança de rede
- 1.9 - O Profissional de TI
- 1.9.1 - CCNA
- 1.9.2 - Trabalhos em rede
- 1.9.3 - Laboratório - Pesquise oportunidades de trabalho em TI e redes. 2 - SWITCH BÁSICO E CONFIGURAÇÃO DE DISPOSITIVO FINAL
- 2.1 - Acesso ao Cisco IOS
- 2.1.1 - Sistemas Operacionais
- 2.1.2 - GUI
- 2.1.3 - Objetivo de um SO
- 2.1.4 - Métodos de Acesso
- 2.1.5 - Programas de Emulação de Terminal
- 2.1.6 - Verifique sua compreensão - Cisco IOS Access
- 2.2 - Navegação IOS
- 2.2.1 - Modos de Comando Primários
- 2.2.2 - Modo de configuração e modos de subconfiguração
- 2.2.3 - Vídeo - modos de comando primário da CLI do IOS
- 2.2.4 - Navegar Entre os Modos do IOS
- 2.2.5 - Vídeo - Navegue entre os modos IOS
- 2.2.6 - Uma observação sobre as atividades do verificador de sintaxe
- 2.2.7 - Verificador de sintaxe - Navegar entre modos IOS
- 2.2.8 - Verifique sua compreensão - Navegação IOS
- 2.3 - A Estrutura de Comandos
- 2.3.1 - Estrutura Básica de Comandos do IOS
- 2.3.2 - Verificação de sintaxe do comando IOS
- 2.3.3 - Recursos da Ajuda do IOS
- 2.3.4 - Vídeo - Ajuda sensível ao contexto e verificação de sintaxe de comando
- 2.3.5 - Teclas de Atalho e Atalhos
- 2.3.6 - Vídeo - Teclas de Atalho e Atalhos
- 2.3.7 - Packet Tracer - Navegue no IOS
- 2.3.8 - Laboratório - Navegue pelo IOS usando Tera Term para conectividade de console
- 2.4 - Configuração Básica de Dispositivos
- 2.4.1 - Nomes de Dispositivo
- 2.4.2 - Diretrizes de senha
- 2.4.3 - Configurar Senhas
- 2.4.4 - Criptografar as Senhas
- 2.4.5 - Mensagens de Banner
- 2.4.6 - Vídeo - Acesso administrativo seguro a um switch
- 2.4.7 - Verificador de sintaxe - Configuração básica do dispositivo
- 2.4.8 - Verifique sua compreensão - Configuração básica do dispositivo
- 2.5 - Salvar Configurações
- 2.5.1 - Arquivos de configuração
- 2.5.2 - Alterar a Configuração Ativa
- 2.5.3 - Vídeo - Alterar a configuração em execução
- 2.5.4 - Capturar a configuração em um arquivo texto
- 2.5.5 - Packet Tracer - Definir configurações iniciais do switch
- 2.6 - Portas e Endereços
- 2.6.1 - Endereços IP
- 2.6.2 - Interfaces e Portas
- 2.6.3 - Verifique o seu entendimento - Portas e endereços
- 2.7 - Configurar Endereços IP
- 2.7.1 - Configuração Manual de Endereço IP para Dispositivos Finais
- 2.7.2 - Configuração Automática de Endereço IP para Dispositivos Finais
- 2.7.3 - Verificador de sintaxe - Verifique a configuração de IP do PC do Windows
- 2.7.4 - Configuração da Interface Virtual de Switch
- 2.7.5 - Verificador de sintaxe - Configurar uma interface virtual do switch
- 2.7.6 - Packet Tracer - Implementação da conectividade básica
- 2.8 - Verificar a Conectividade
- 2.8.1 - Atividade de vídeo - Testar a atribuição de interface
- 2.8.2 - Atividade em vídeo - Teste a conectividade de ponta a ponta
- 2.9 - Módulo Prática
- 2.9.1 - Packet Tracer - Configuração básica do switch e do dispositivo final
- 2.9.2 - Laboratório - Configuração básica do switch e dispositivo final. 3 - PROTOCOLOS E MODELOS
- 3.1 - As Regras
- 3.1.1 - Vídeo - Dispositivos em uma bolha
- 3.1.2 - Fundamentos das Comunicações
- 3.1.3 - Protocolos de comunicação
- 3.1.4 - Estabelecimento de Regras
- 3.1.5 - Requisitos de protocolo de rede
- 3.1.6 - Codificação de Mensagens
- 3.1.7 - Formatação e Encapsulamento de Mensagens
- 3.1.8 - Tamanho da Mensagem
- 3.1.9 - Temporização de Mensagem
- 3.1.10 - Opções de Envio de Mensagem
- 3.1.11 - Uma Nota Sobre o Ícone de Nó
- 3.1.12 - Verifique sua compreensão - as regras
- 3.2 - Protocolos
- 3.2.1 - Visão geral do protocolo de rede
- 3.2.2 - Funções de protocolo de rede
- 3.2.3 - Interação de Protocolos
- 3.2.4 - Verifique sua compreensão - Protocolos
- 3.3 - Conjuntos de Protocolos
- 3.3.1 - Conjuntos de protocolos de rede
- 3.3.2 - Evolução dos conjuntos de protocolos
- 3.3.3 - Exemplo de Protocolo TCP/IP
- 3.3.4 - Suíte de Protocolos TCP/IP
- 3.3.5 - Processo de Comunicação TCP/IP
- 3.3.6 - Verifique sua compreensão - Conjunto de Protocolos
- 3.4 - Empresas de Padrões
- 3.4.1 - Padrões Abertos
- 3.4.2 - Padrões da Internet
- 3.4.3 - Padrões eletrônicos e de comunicações
- 3.4.4 - Laboratório - Pesquisa dos Padrões de Rede
- 3.4.5 - Verifique o seu entendimento - Organizações de padrões
- 3.5 - Modelos de Referência
- 3.5.1 - Os Benefícios de Se Usar um Modelo de Camadas
- 3.5.2 - O Modelo de Referência OSI
- 3.5.3 - O Modelo de Protocolo TCP/IP
- 3.5.4 - Comparação de modelos OSI e TCP / IP
- 3.5.5 - Rastreador de pacotes - Investigue os modelos TCP / IP e OSI em ação
- 3.6 - Encapsulamento de Dados
- 3.6.1 - Segmentando Mensagens
- 3.6.2 - Sequenciamento
- 3.6.3 - Unidades de Dados de Protocolo
- 3.6.4 - Exemplo de Encapsulamento
- 3.6.5 - Exemplo de desencapsulamento
- 3.6.6 - Verifique sua compreensão - Encapsulamento de dados
- 3.7 - Acesso a Dados
- 3.7.1 - Endereços
- 3.7.2 - Endereço Lógico da Camada 3
- 3.7.3 - Dispositivos na Mesma Rede
- 3.7.4 - Função dos endereços da camada de enlace de dados: mesma rede IP
- 3.7.5 - Dispositivos em uma Rede Remota
- 3.7.6 - Função dos Endereços da Camada de Rede
- 3.7.7 - Função dos endereços da camada de enlace de dados: redes IP diferentes
- 3.7.8 - Endereços de Enlace de Dados
- 3.7.9 - Laboratório - Instalar o Wireshark
- 3.7.10 - Laboratório - Use o Wireshark para visualizar o tráfego de rede
- 3.7.11 - Verifique sua compreensão - acesso a dados. 4 - CAMADA FÍSICA
- 4.1 - Propósito da Camada Física
- 4.1.1 - A conexão física
- 4.1.2 - A Camada Física
- 4.1.3 - Verifique o seu entendimento - Propósito da camada física
- 4.2 - Características da Camada Física
- 4.2.1 - Padrões da Camada Física
- 4.2.2 - Componentes Físicos
- 4.2.3 - Codificação
- 4.2.4 - Sinalização
- 4.2.5 - Largura de Banda
- 4.2.6 - Terminologia de largura de banda
- 4.2.7 - Verifique seu entendimento - Características da camada física
- 4.3 - Cabeamento de Cobre
- 4.3.1 - Características do Cabeamento de Cobre
- 4.3.2 - Tipos de cabeamento de cobre
- 4.3.3 - Par trançado não blindado (UTP)
- 4.3.4 - Par trançado blindado (STP)
- 4.3.5 - Cabo coaxial
- 4.3.6 - Verifique o seu entendimento - Cabeamento de cobre
- 4.4 - Cabeamento UTP
- 4.4.1 - Propriedades do Cabo UTP
- 4.4.2 - Padrões e conectores de cabeamento UTP
- 4.4.3 - Cabos UTP diretos e cruzados
- 4.4.4 - Atividade - Pinagem de cabos
- 4.5 - Cabeamento de Fibra Óptica
- 4.5.1 - Propriedades do Cabeamento de Fibra Óptica
- 4.5.2 - Tipos de Fibra
- 4.5.3 - Uso de cabeamento de fibra óptica
- 4.5.4 - Conectores de Fibra Óptica
- 4.5.5 - Cabos de remendo da fibra
- 4.5.6 - Fibra Versus Cobre
- 4.5.7 - Verifique o seu entendimento - Cabeamento de fibra óptica
- 4.6 - Meios Sem Fio
- 4.6.1 - Propriedades do Meio Físico Sem Fio
- 4.6.2 - Tipos de Meio Físico Sem Fio
- 4.6.3 - LAN Sem Fio
- 4.6.4 - Verifique sua compreensão - Mídia sem fio
- 4.6.5 - Packet Tracer - Conecte uma LAN com e sem fio
- 4.6.6 - Laboratório - Exibir informações de NIC com e sem fio
- 4.7 - Módulo Prática
- 4.7.1 - Tracer de Pacotes - Conecte a Camada Física. 5 - SISTEMA DE NÚMEROS
- 5.1 - Sistema de Numeração Binário
- 5.1.1 - Endereços Binários e IPv4
- 5.1.2 - Vídeo - Convertendo entre sistemas de numeração binária e decimal
- 5.1.3 - Notação Posicional Binária
- 5.1.4 - Verifique o seu entendimento - Sistema de números binários
- 5.1.5 - Converter Binário para Decimal
- 5.1.6 - Activity - Binary to Decimal Conversions
- 5.1.7 - Conversão de Decimal para Binário
- 5.1.8 - Exemplos de Conversão de Decimal para Binário
- 5.1.9 - Activity - Decimal to Binary Conversions
- 5.1.10 - Atividade - Jogo Binário
- 5.1.11 - Endereços IPv4
- 5.2 - Sistema de Numeração Hexadecimal
- 5.2.1 - Endereços hexadecimais e IPv6
- 5.2.2 - Vídeo - Convertendo entre sistemas de numeração hexadecimal e decimal
- 5.2.3 - Conversões decimal para hexadecimal
- 5.2.4 - Conversão hexadecimal em decimal
- 5.2.5 - Verifique o seu entendimento - Sistema de números hexadecimal. 6 - CAMADA DE LINK DE DADOS
- 6.1 - Finalidade da Camada de Enlace de Dados
- 6.1.1 - A Camada de Enlace
- 6.1.2 - IEEE 802 Subcamadas de link de dados de LAN/MAN
- 6.1.3 - Fornecimento de Acesso ao Meio Físico
- 6.1.4 - Padrões da Camada de Enlace de Dados
- 6.1.5 - Verifique seu entendimento - Finalidade da camada de enlace de dados
- 6.2 - Topologias
- 6.2.1 - Topologias Físicas e Lógicas
- 6.2.2 - As topologias de WAN
- 6.2.3 - Topologia de WAN ponto a ponto
- 6.2.4 - Topologias LAN
- 6.2.5 - Comunicação em meio e full duplex
- 6.2.6 - Métodos de controle de acesso
- 6.2.7 - Acesso baseado em contenção - CSMA/CD
- 6.2.8 - Acesso baseado em contenção - CSMA/CA
- 6.2.9 - Verifique sua compreensão - Topologias
- 6.3 - Quadro de Enlace de Dados
- 6.3.1 - O Quadro
- 6.3.2 - Campos do Quadro
- 6.3.3 - Endereços da camada 2
- 6.3.4 - Quadros de LAN e WAN
- 6.3.5 - Verifique sua compreensão - quadro de link de dados. 7 - SWITCHING ETHERNET
- 7.1 - Quadros Ethernet
- 7.1.1 - Encapsulamento Ethernet
- 7.1.2 - Subcamadas de Enlace de Dados
- 7.1.3 - Subcamada MAC
- 7.1.4 - Campos de um Quadro Ethernet
- 7.1.5 - Verifique sua compreensão - Ethernet Switching
- 7.1.6 - Laboratório - Use o Wireshark para examinar os quadros Ethernet
- 7.2 - Endereços MAC Ethernet
- 7.2.1 - Endereço MAC e Hexadecimal
- 7.2.2 - Endereços MAC Ethernet
- 7.2.3 - Processamento de Quadros
- 7.2.4 - Endereço MAC Unicast
- 7.2.5 - Endereço MAC Broadcast
- 7.2.6 - Endereço MAC Multicast
- 7.2.7 - Endereços MAC do dispositivo de rede Labview
- 7.3 - A Tabela de Endereços MAC
- 7.3.1 - Noções Básicas sobre Switches
- 7.3.2 - Alternar aprendizado e encaminhamento
- 7.3.3 - Filtragem de Quadros
- 7.3.4 - Vídeo - Tabelas de endereços MAC em switches conectados
- 7.3.5 - Vídeo - Enviando o quadro para o gateway padrão
- 7.3.6 - Atividade - Encaminhe-o!
- 7.3.7 - Laboratório - Exibir a tabela de endereços MAC do switch
- 7.4 - Métodos de Encaminhamento e Velocidades de Switches
- 7.4.1 - Métodos de Encaminhamento de Quadros em Switches da Cisco
- 7.4.2 - Switching cut-through
- 7.4.3 - Buffers de Memória em Switches
- 7.4.4 - Configurações de Interface: Velocidade e Transmissão Duplex
- 7.4.5 - MDIX Automático
- 7.4.6 - Verifique sua compreensão - Mudar velocidades e métodos de encaminhamento. 8 - CAMADA DE REDE
- 8.1 - Características de Camada de Rede
- 8.1.1 - A camada de Rede
- 8.1.2 - Encapsulamento IP
- 8.1.3 - Características do IP
- 8.1.4 - Sem Conexão
- 8.1.5 - Melhor esforço
- 8.1.6 - Independente de Mídia
- 8.1.7 - Verifique sua compreensão - Características de IP
- 8.2 - Pacote IPv4
- 8.2.1 - Cabeçalho do Pacote IPv4
- 8.2.2 - Campos do cabeçalho de pacote IPv4
- 8.2.3 - Vídeo - Exemplo de cabeçalhos IPv4 no Wireshark
- 8.2.4 - Verifique sua compreensão - Pacote IPv4
- 8.3 - Pacote IPv6
- 8.3.1 - Limitações do IPv4
- 8.3.2 - Visão geral do IPv6
- 8.3.3 - Campos do cabeçalho de pacote IPv4 no cabeçalho de pacote IPv6
- 8.3.4 - Cabeçalho do Pacote IPv6
- 8.3.5 - Vídeo - Exemplo de cabeçalhos IPv6 no Wireshark
- 8.3.6 - Verifique sua compreensão - Pacote IPv6
- 8.4 - Como um Host Roteia
- 8.4.1 - Decisão de Encaminhamento do Host
- 8.4.2 - Gateway Padrão
- 8.4.3 - Um host direciona para o gateway padrão
- 8.4.4 - Tabelas de Roteamento dos Hosts
- 8.4.5 - Verifique seu entendimento - Como um host roteia
- 8.5 - Introdução ao Roteamento
- 8.5.1 - Decisão de Encaminhamento de Pacotes do Roteador
- 8.5.2 - Tabela de Roteamento do Roteador IP
- 8.5.3 - Roteamento estático
- 8.5.4 - Roteamento dinâmico
- 8.5.5 - Tabelas de roteamento de roteador de vídeo- IPv4
- 8.5.6 - Introdução a uma tabela de roteamento IPv4
- 8.5.7 - Verifique sua compreensão - Introdução ao roteamento. 9 - RESOLUÇÃO DE ENDEREÇO
- 9.1 - MAC e IP
- 9.1.1 - Destino na Mesma Rede
- 9.1.2 - Destino na Rede Remota
- 9.1.3 - Packet Tracer - Identificação de Endereços MAC e IP
- 9.1.4 - Verifique sua compreensão - MAC e IP
- 9.2 - ARP
- 9.2.1 - Visão geral do ARP
- 9.2.2 - Funções do ARP
- 9.2.3 - Vídeo - Solicitação ARP
- 9.2.4 - Vídeo - Operação do ARP - Resposta do ARP
- 9.2.5 - Vídeo - Função ARP nas comunicações remotas
- 9.2.6 - Remoção de Entradas de uma Tabela ARP
- 9.2.7 - Tabelas ARP
- 9.2.8 - Problemas de ARP - transmissões de ARP e falsificação de ARP
- 9.2.9 - Packet Tracer - Exame da Tabela ARP
- 9.2.10 - Verifique sua compreensão - ARP
- 9.3 - Descoberta de Vizinhos de IPv6
- 9.3.1 - Vídeo - descoberta de vizinhos IPv6
- 9.3.2 - Mensagens de descoberta de vizinhos IPv6
- 9.3.3 - Descoberta de vizinhos IPv6 - Resolução de endereços
- 9.3.4 - Rastreador de pacotes - descoberta de vizinhos IPv6
- 9.3.5 - Verifique o seu entendimento - Descoberta de Vizinhos. 10 - CONFIGURAÇÃO BÁSICA DO ROTEADOR
- 10.1 - Configurar Definições Iniciais do Roteador
- 10.1.1 - Etapas da Configuração Básica de um Roteador
- 10.1.2 - Exemplo de configuração básica do roteador
- 10.1.3 - Verificador de sintaxe - Executar configurações iniciais do roteador
- 10.1.4 - Packet Tracer - Definição das Configurações Iniciais de um Roteador
- 10.2 - Configurar Interfaces
- 10.2.1 - Configurar Interfaces do Roteador
- 10.2.2 - Exemplo de configuração de interfaces de roteador
- 10.2.3 - Verificação da Configuração de uma Interface
- 10.2.4 - Comandos de Verificação de Configuração
- 10.2.5 - Verificador de sintaxe - Configurar interfaces
- 10.3 - Configurar o Gateway Padrão
- 10.3.1 - Gateway padrão em um host
- 10.3.2 - Gateway padrão em um switch
- 10.3.3 - Verificador de Sintaxe - Configurar o Gateway Padrão
- 10.3.4 - Packet Tracer - Conexão de um Roteador a uma LAN
- 10.3.5 - Rastreador de pacotes - Solucionar problemas de gateway padrão
- 10.4 - Módulo Prática
- 10.4.1 - Vídeo - Diferenças de Dispositivos de Rede: Parte 1
- 10.4.2 - Vídeo - Diferenças de Dispositivos de Rede: Parte 2
- 10.4.3 - Packet Tracer - Configuração Básica do Dispositivo
- 10.4.4 - Laboratório - Construção de uma rede de switch e roteador. 11 - ENDEREÇAMENTO IPv4
- 11.1 - Estrutura do Endereço IPv4
- 11.1.1 - Partes de Rede e de Host
- 11.1.2 - A Máscara de Sub-Rede
- 11.1.3 - Comprimento do Prefixo
- 11.1.4 - Determinando a rede: Lógica AND
- 11.1.5 - Vídeo - Endereços de Rede, Host e Transmissão
- 11.1.6 - Endereços de Broadcast, de Host e de Rede
- 11.1.7 - Activity - ANDing to Determine the Network Address
- 11.1.8 - Check Your Understanding - IPv4 Address Structure
- 11.2 - Unicast, Broadcast e Multicast IPv4
- 11.2.1 - Unicast
- 11.2.2 - Broadcast
- 11.2.3 - Multicast
- 11.2.4 - Activity - Unicast, Broadcast, or Multicast
- 11.3 - Tipos de Endereços IPv4
- 11.3.1 - Endereços IPv4 Públicos e Privados
- 11.3.2 - Roteamento para a Internet
- 11.3.3 - Atividade - passar ou bloquear endereços IPv4
- 11.3.4 - Endereços IPv4 de Uso Especial
- 11.3.5 - Endereçamento Classful Legado
- 11.3.6 - Atribuição de Endereços IP
- 11.3.7 - Activity - Public or Private IPv4 Address
- 11.3.8 - Verifique sua compreensão - Tipos de endereços IPv4
- 11.4 - Segmentação de Rede
- 11.4.1 - Domínios de transmissão e segmentação
- 11.4.2 - Problemas com Grandes Domínios de Broadcast
- 11.4.3 - Razões para segmentar redes
- 11.4.4 - Verifique sua compreensão - Segmentação de rede
- 11.5 - Sub-rede de uma rede IPv4
- 11.5.1 - Sub-rede em um limite de octeto
- 11.5.2 - Sub-rede dentro de um limite de octeto
- 11.5.3 - Vídeo - A máscara de sub-rede
- 11.5.4 - Vídeo - Sub-rede com o número mágico
- 11.5.5 - Rastreador de pacotes - sub-rede uma rede IPv4
- 11.6 - Sub-rede uma barra 16 e um prefixo de barra 8
- 11.6.1 - Criar sub-redes com um prefixo Slash 16
- 11.6.2 - Crie 100 sub-redes com um prefixo barra 16
- 11.6.3 - Crie 1000 sub-redes com um prefixo barra 8
- 11.6.4 - Vídeo - Sub-rede em vários octetos
- 11.6.5 - Atividade - Cálculo da Máscara de Sub-Rede
- 11.6.6 - Laboratório - Calcular sub-redes IPv4
- 11.7 - Divisão de Sub-redes para Atender Requisitos
- 11.7.1 - Espaço de Endereços IPv4 Privado de Sub-rede Público
- 11.7.2 - Minimizar endereços IPv4 de host não utilizados e maximizar sub-redes
- 11.7.3 - Exemplo: sub-rede IPv4 eficiente
- 11.7.4 - Atividade - Determinando o Número de Bits para Pegar Emprestado
- 11.7.5 - Packet Tracer - Criação de sub-redes no cenário
- 11.8 - VLSM
- 11.8.1 - Vídeo - Noções básicas do VLSM
- 11.8.2 - Vídeo - Exemplo de VLSM
- 11.8.3 - Conservação de endereços IPv4
- 11.8.4 - VLSM
- 11.8.5 - Atribuição de endereço de topologia VLSM
- 11.8.6 - Atividade - VLSM Practice
- 11.9 - Projeto Estruturado
- 11.9.1 - Planejamento de endereços de rede IPv4
- 11.9.2 - Atribuição de endereço de dispositivo
- 11.9.3 - Packet Tracer - Prática de projeto e implementação do VLSM. 12 - ENDEREÇAMENTO IPv6
- 12.1 - Problemas do IPv4
- 12.1.1 - Necessidade de IPv6
- 12.1.2 - Coexistência do IPv4 com o IPv6
- 12.1.3 - Verifique sua compreensão - Problemas de IPv4
- 12.2 - Representação do Endereço IPv6
- 12.2.1 - Formatos de Endereço IPv6
- 12.2.2 - Regra 1 - omitir zeros à esquerda
- 12.2.3 - Regra 2 - dois pontos duplos
- 12.2.4 - Verifique sua compreensão - Representação de endereço IPv6
- 12.3 - Tipos de Endereços IPv6
- 12.3.1 - unicast, multicast, anycast
- 12.3.2 - Comprimento do Prefixo IPv6
- 12.3.3 - Outros Tipos de Endereços IPv6 Unicast
- 12.3.4 - Uma observação sobre o endereço local exclusivo
- 12.3.5 - GUA IPv6
- 12.3.6 - Estrutura IPv6 GUA
- 12.3.7 - IPv6 LLA
- 12.3.8 - Verifique sua compreensão - Tipos de endereços IPv6
- 12.4 - Configuração Estática do GUA e do LLA
- 12.4.1 - Configuração de GUA estática em um roteador
- 12.4.2 - Configuração de GUA estática em um Host Windows
- 12.4.3 - Configuração estática de um endereço Unicast local de link
- 12.4.4 - Verificador de Sintaxe - Configuração Estática GUA e LLA
- 12.5 - Endereçamento Dinâmico para GUAs IPv6
- 12.5.1 - Mensagens RS e RA
- 12.5.2 - Método 1: SLAAC
- 12.5.3 - Opção 2 de RA: SLAAC e DHCPv6 stateless
- 12.5.4 - Método 3: DHCPv6 com estado
- 12.5.5 - Processo EUI-64 ou Gerado Aleatoriamente
- 12.5.6 - Processo EUI-64
- 12.5.7 - IDs da Interface Geradas Aleatoriamente
- 12.5.8 - Verifique o seu entendimento - Endereçamento dinâmico para GUAs IPv6
- 12.6 - Endereçamento Dinâmico para LLAs IPv6
- 12.6.1 - LLAs dinâmicos
- 12.6.2 - LLAs dinâmicos no Windows
- 12.6.3 - LLAs dinâmicos em Cisco Routers
- 12.6.4 - Verificar a Configuração de Endereço IPv6
- 12.6.5 - Verificador de sintaxe - Verifique a configuração do endereço IPv6
- 12.6.6 - Packet Tracer - Configure IPv6 Addressing;12.7 - Endereços IPv6 Multicast
- 12.7.1 - Endereços IPv6 Multicast Atribuídos
- 12.7.2 - Endereços Multicast IPv6 bem conhecidos
- 12.7.3 - Endereços IPv6 Multicast Solicited-Node
- 12.7.4 - Laboratório - Identificando Endereços IPv6
- 12.8 - Sub-rede de um Rede IPv6
- 12.8.1 - Sub-rede usando o ID de sub-rede
- 12.8.2 - Exemplo de sub-rede IPv6
- 12.8.3 - Alocação de Sub-Redes IPv6
- 12.8.4 - Roteador configurado com sub-redes IPv6
- 12.8.5 - Verifique sua compreensão - Sub-rede de uma rede IPv6. 13 - ICMP
- 13.1 - Mensagens ICMP
- 13.1.1 - Mensagens ICMPv4 e ICMPv6
- 13.1.2 - Acessibilidade do host
- 13.1.3 - Destino ou Serviço Inalcançável
- 13.1.4 - Tempo Excedido
- 13.1.5 - Mensagens ICMPv6
- 13.1.6 - Verifique sua compreensão - Mensagens ICMP
- 13.2 - Testes de Ping e Traceroute
- 13.2.1 - Ping - Testar conectividade
- 13.2.2 - Fazer ping no Loopback
- 13.2.3 - Executar ping no gateway padrão
- 13.2.4 - Efetuar ping em um host remoto
- 13.2.5 - Traceroute - Teste o caminho
- 13.2.6 - Packet Tracer - Verifique o endereçamento IPv4 e IPv6
- 13.2.7 - Packet Tracer - Use Ping e Traceroute para testar a conectividade de rede. 14 - CAMADA DE TRANSPORTE
- 14.1 - Transporte de Dados
- 14.1.1 - Propósito da Camada de Transporte
- 14.1.2 - Responsabilidades da Camada de Transporte
- 14.1.3 - Protocolos da Camada de Transporte
- 14.1.4 - Protocolo TCP
- 14.1.5 - Protocolo UDP (User Datagram Protocol)
- 14.1.6 - O protocolo de Camada de Transporte Certo para a Aplicação Certa
- 14.1.7 - Verifique o seu entendimento - Transporte de dados
- 14.2 - Visão Geral de TCP e UDP
- 14.2.1 - Recursos TCP
- 14.2.2 - Cabeçalho TCP
- 14.2.3 - Campos de cabeçalho TCP
- 14.2.4 - Aplicações que usam TCP
- 14.2.5 - Verifique sua compreensão - Visão geral do TCP
- 14.3 - Visão Geral do UDP
- 14.3.1 - Recursos UDP
- 14.3.2 - Cabeçalho UDP
- 14.3.3 - Campos de Cabeçalho UDP
- 14.3.4 - Aplicações que usam UDP
- 14.3.5 - Verifique sua compreensão - Visão geral do UDP
- 14.4 - Número de Porta
- 14.4.1 - Várias comunicações separadas
- 14.4.2 - Pares de Sockets
- 14.4.3 - Grupos de Números de Porta
- 14.4.4 - O Comando netstat
- 14.4.5 - Verifique sua compreensão - números de porta
- 14.5 - Processo de Comunicação TCP
- 14.5.1 - Processos em Servidores TCP
- 14.5.2 - Estabelecimento de Conexão TCP
- 14.5.3 - Encerramento da Sessão
- 14.5.4 - Análise do Handshake Triplo do TCP
- 14.5.5 - Vídeo - Handshake de 3 vias TCP
- 14.5.6 - Verifique o seu entendimento - Processo de comunicação TCP
- 14.6 - Confiabilidade e Controle de Fluxo
- 14.6.1 - Confiabilidade do TCP - Entrega garantida e solicitada
- 14.6.2 - Vídeo - Confiabilidade do TCP - Números de seqüência e Agradecimentos
- 14.6.3 - Confiabilidade do TCP - perda de dados e retransmissão
- 14.6.4 - Vídeo - Confiabilidade TCP - Perda e retransmissão de dados
- 14.6.5 - Controle de Fluxo TCP - Tamanho da Janela e Confirmações
- 14.6.6 - Controle de Fluxo TCP - Tamanho Máximo do Segmento (MSS)
- 14.6.7 - Controle de Fluxo TCP - Prevenção de Congestionamento
- 14.6.8 - Verifique sua compreensão - Confiabilidade e controle de fluxo
- 14.7 - Comunicação UDP
- 14.7.1 - Baixa Sobrecarga do UDP Versus Confiabilidade
- 14.7.2 - Remontagem do Datagrama UDP
- 14.7.3 - Processos em Servidores e Requisições UDP
- 14.7.4 - Processos em Clientes UDP
- 14.7.5 - Verifique o seu entendimento - Comunicação UDP. 15 - CAMADA DE APLICAÇÃO
- 15.1 - Aplicação, Apresentação e Sessão
- 15.1.1 - Camada de Aplicação
- 15.1.2 - Camada de Apresentação e de Sessão
- 15.1.3 - Protocolos TCP/IP da Camada de Aplicação
- 15.1.4 - Verifique o seu entendimento - Aplicação, Sessão, Apresentação
- 15.2 - Ponto a Ponto
- 15.2.1 - Modelo Cliente-Servidor
- 15.2.2 - Redes Ponto a ponto
- 15.2.3 - Peer-to-Peer Applications
- 15.2.4 - Aplicações P2P Comuns
- 15.2.5 - Verifique sua compreensão - Ponto a ponto
- 15.3 - Protocolos de E-mail e Web
- 15.3.1 - HTTP e HTML
- 15.3.2 - HTTP e HTTPS
- 15.3.3 - Protocolos de E-mail
- 15.3.4 - SMTP, POP e IMAP
- 15.3.5 - Verifique o seu entendimento - Protocolos Web e e-mail
- 15.4 - Serviços de Endereçamento IP
- 15.4.1 - Serviço de Nomes de Domínio (DNS)
- 15.4.2 - Formato de Mensagem DNS
- 15.4.3 - Hierarquia DNS
- 15.4.4 - O Comando nslookup
- 15.4.5 - Verificador de Sintaxe - O Comando nslookup
- 15.4.6 - Protocolo de Configuração Dinâmica de Host (DHCP)
- 15.4.7 - Operação do DHCP
- 15.4.8 - Laboratório - Observe a resolução DNS
- 15.4.9 - Verifique o seu entendimento - Serviços de endereçamento IP
- 15.5 - Serviços de Compartilhamento de Arquivos
- 15.5.1 - Protocolo FTP
- 15.5.2 - Protocolo SMB
- 15.5.3 - Verifique o seu entendimento - Serviços de compartilhamento de arquivos. 16 - FUNDAMENTOS DE SEGURANÇA DE REDE
- 16.1 - Ameaças à Segurança e Vulnerabilidades
- 16.1.1 - Tipos de Ameaças
- 16.1.2 - Tipos de Vulnerabilidades
- 16.1.3 - Segurança Física
- 16.1.4 - Verifique sua compreensão - ameaças e vulnerabilidades de segurança
- 16.2 - Ataques à Rede
- 16.2.1 - Tipos de Malware
- 16.2.2 - Ataques de Reconhecimento
- 16.2.3 - Ataques de Acesso
- 16.2.4 - Ataques de Negação de Serviços
- 16.2.5 - Verifique sua compreensão - ataques de rede
- 16.2.6 - Laboratório - Ameaças à segurança da rede de pesquisa
- 16.3 - Mitigações de Ataque à Rede
- 16.3.1 - A abordagem de defesa em profundidade
- 16.3.2 - Manter Backups
- 16.3.3 - Atualização, atualização e patch
- 16.3.4 - Autenticação, autorização e contabilização
- 16.3.5 - Firewalls
- 16.3.6 - Tipos de Firewalls
- 16.3.7 - Segurança de Endpoints
- 16.3.8 - Verifique sua compreensão - Atenuação de Ataques à Rede
- 16.4 - Segurança de Dispositivos
- 16.4.1 - AutoSecure Cisco
- 16.4.2 - Senhas
- 16.4.3 - Segurança de Senha Adicional
- 16.4.4 - Ativação do SSH
- 16.4.5 - 6Desativar serviços não utilizados
- 16.4.6 - Packet Tracer - Configurar Senhas Seguras e SSH
- 16.4.7 - Laboratório - Configurar dispositivos de rede com SSH. 17 - CRIAÇÃO DE UMA PEQUENA REDE
- 17.1 - Dispositivos em uma Rede Pequena
- 17.1.1 - Topologias de Redes Pequenas
- 17.1.2 - Seleção de Dispositivos para uma Rede Pequena
- 17.1.3 - Endereçamento IP para uma rede pequena
- 17.1.4 - Redundância em uma Rede Pequena
- 17.1.5 - Gerenciamento de Tráfego
- 17.1.6 - Verifique o seu entendimento - Dispositivos em uma rede pequena
- 17.2 - Aplicações e Protocolos de Rede Pequenas
- 17.2.1 - Aplicações Comuns
- 17.2.2 - Protocolos Comuns
- 17.2.3 - Aplicações de Voz e Vídeo
- 17.2.4 - Verifique sua compreensão - aplicativos e protocolos de rede pequenos
- 17.3 - Escalar para Redes Maiores
- 17.3.1 - Crescimento das Redes Pequenas
- 17.3.2 - Análise de Protocolos
- 17.3.3 - Utilização da Rede Pelos Funcionários
- 17.3.4 - Verifique sua compreensão - Escale para redes maiores
- 17.4 - Verificar a Conectividade
- 17.4.1 - Verificar conectividade com ping
- 17.4.2 - Ping Estendido
- 17.4.3 - Verifique a conectividade com o Traceroute
- 17.4.4 - Traceroute estendido
- 17.4.5 - Linha de Base da Rede
- 17.4.6 - Laboratório - Teste a latência da rede com ping e traceroute
- 17.5 - Host e Comandos IOS
- 17.5.1 - Configuração de IP em um host do Windows
- 17.5.2 - Configuração de IP em um host Linux
- 17.5.3 - Configuração de IP em um host macOS
- 17.5.4 - O Comando arp
- 17.5.5 - Comandos show Comuns Revisitados
- 17.5.6 - O Comando show cdp neighbors
- 17.5.7 - O Comando show ip interface brief
- 17.5.8 - Vídeo - O comando show version
- 17.5.9 - Tracer de pacotes - Interpretar saída de comando show
- 17.6 - Metodologias de Solução de Problemas
- 17.6.1 - Abordagens de solução de problemas básica
- 17.6.2 - Resolver ou escalonar?
- 17.6.3 - O comando de debug
- 17.6.4 - O Comando terminal monitor
- 17.6.5 - Verifique seu entendimento - Metodologias de solução de problemas
- 17.7 - Cenários de Solução de Problemas
- 17.7.1 - Problemas de operação duplex e incompatibilidade
- 17.7.2 - Problemas de endereçamento IP em dispositivos IOS
- 17.7.3 - Problemas de endereçamento IP em dispositivos finais
- 17.7.4 - Problemas de Gateway padrão
- 17.7.5 - Como solucionar problemas de DNS
- 17.7.6 - Laboratório - Solucionar problemas de conectividade
- 17.7.7 - Rastreador de pacotes - Solucionar problemas de conectividade.


POR QUE O SENAI É A MELHOR ESCOLHA?

- Mais possibilidades de conquistar um emprego ou uma promoção
- Infraestrutura com laboratórios equipados e com materiais para aprendizado inclusos
- É rápido conquistar um diploma de qualidade
- As empresas confiam em quem faz Senai
- Professores com grande experiência no mercado
- Aulas teóricas e práticas. Aqui você aprende fazendo
- Descontos para quem trabalha na indústria


REQUISITOS PARA COMEÇAR

- Ensino médio
- Comprovante de Residência
- CPF do Aluno
- RG do Aluno


*O Sistema Fiep reserva-se o direito de cancelar as turmas caso não haja número mínimo de inscritos ou em caso de força maior.
**Pré-matrícula e/ou matrícula sujeita a análise de crédito, no ato da sua efetivação.
Para mais informações sobre este curso, escolha uma cidade e o turno:
Presencial
O Sistema Fiep oferece diversas soluções em educação, do ensino infantil à formação executiva. Conheça todas as opções.